Sicília – A chegada em Catânia

 

Eu começo a considerar que o verão europeu seja o momento mais esperado, sonhado e desejado para quem vive pelas bandas de cá (como no meu caso que vivo na Holanda). Nesta época o principal objetivo das pessoas se torna aproveitar ao máximo o sol, calor e, principalmente, a luz. E tudo isso em um frenesi absoluto, sem limites para a felicidade.

Parece brincadeira para nós brasileiros que estamos acostumados a ter mais dias quentes do que frios, pois bem, pensar em valorizar os dias longos e claros, as cores vivas, o ventinho mais quente como se todas estas coisas desaparecessem de um dia para o outro, uma loucura não acham? Não, não é. Todas estas maravilhas começam a minguar dia após dia, já logo em setembro. Então vamos enlouquecer no verão! Mesmo que ele seja insuportável de quente, quem liga.

Ano passado passamos as férias, nesta mesma época, agosto, uma parte na Itália e a outra na Espanha. Após sofrermos com calor escaldante de 40 graus, voltamos com a decisão unanime de que nunca mais viajaríamos para lugares muito quentes no verão. Bem, esta certeza deixou de existir na mesma medida em que o inverno ia chegando, tornando os dias frios, curtos e escuros. O ser humano é um bicho estranho mesmo.

Desta vez motivados pelo inverno passado e sedentos por um mormaço eterno, daquele que vem e fica durante todo o dia e persiste ainda pela noite, resolvemos, junto com amigos, ir para a Sicília. Era um desejo que tinha, não sei de onde, talvez depois de ter assistido “O poderoso chefão”, bem, era um sonho que precisava ser realizado.

Depois de entender a Sicilia através de guias e revistas, de sites e de blogs  de viagens chegamos a conclusão que nossa excursão na ilha precisaria ser dividida pois não daria para fazer uma viagem confortável querendo ir para todos os cantos.

Desta vez escolhemos ir para Catania, Siracusa, Ragusa e Taormina (incluindo o Etna), ou seja, explorar as principais cidades da parte leste e sul. Deixamos algumas cidades de fora como Messina e as Ilhas.

A chegada em Catania foi bem tranquila, mesmo sendo o principal aeroporto do sul da ilha e de ter o segundo maior trafego aéreo doméstico da Itália, ele é bem pequeno e por este motivo não é muito complicado de entender, mas é tumultuado. Fique atento se está na fila certa pois elas se entrelaçam. Se achar que algo não esta indo bem, como uma fila parada por muito tempo, vá perguntar, ninguém ali irá te buscar na fila para te colocar como prioridade caso você esteja em cima da hora. Outra informação útil é que há facilidades para família com crianças. Fique atento as sinalizações. Ah sim, a possibilidade do avião parar distante da área de desembarque de passageiros é grande.

Saindo pelo andar térreo, na parte externa, já dá para ver os pontos de taxis e ônibus, os guichês de compra e as locadores de carro. A sinalização é bem direta e fácil de entender. Sem sustos. A estacão de trem fica no centro da cidade, gasta-se uma media de 20 euros indo de taxi.

Nesta viagem em particular, resolvemos explorar nossas almas aventureiras e como íamos para Siracusa direto resolvemos pegar um ônibus para a cidade. Uma viagem tranquila de uma hora. Sem luxo, mas confortável. Deixamos a facilidade de usar o taxi para locomoção entre Catânia e Siracusa para outro momento, afinal são 70 euros em média.

A paisagem no caminho já nos dava uma idéia de como é a Sicilia nesta época do ano. Não foi uma das paisagens mais bonitas que vi de um lugar. Esperava algo de tirar o fôlego. Confesso até que fiquei apreensiva em relação as minhas expectativas. Uma paisagem muito árida nas cores desérticas, bastante bucólica e solitária. Lembrou me um pouco as cidades no meio do nada dos filmes de faroeste.

Esta viagem ainda nos reservaria grandes surpresas.

Enjoy it.

Agatha

 

4 opiniões sobre “Sicília – A chegada em Catânia

    • 18 de setembro de 2017 em 04:58
      Permalink

      Comentei para outra pessoa, e reforço aqui contigo, este mês será todo sobre esta experiência numa parte da Sicilia, sul leste. Um lugar incrível. Valeu pelo apoio e divirta-se

      Resposta
    • 18 de setembro de 2017 em 04:57
      Permalink

      Este mês será todo sobre esta experiência numa parte da Sicilia, sul leste. Um lugar incrível. Valeu pelo apoio e divirta-se. Enjoy it.

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *